A iluminação, geralmente, é o passo final de um projeto. Mas é importante saber que ela é fundamental e valoriza um projeto. Desde técnica até as decorativas fazem com que o ambiente ganhe corpo e elegância.

O que dita é o desejo do cliente: exemplo é a área industrial, que necessita de produção e para isso, o indicado é a iluminação com percepção forte e de foco. Nesse sentido, indica-se temperaturas acima de 5000K (branco frio), por que ilumina de forma uniforme e incentiva o colaborador a render melhor e com conforto visual. Já o branco neutro (4500K) e o branco quente (3000K) são boas escolhas para ambientes corporativos operacionais como escritórios e residências. E por quê? Por que quanto menor a temperatura de cor maior será o sentimento de conforto visual, e por consequência, a permanência naquele local. O subconsciente dita as ações de todo ser humano. Por isso o importante é saber o propósito do seu projeto. Além disso, o IRC (índice de reprodução de cor) é fundamental, pois ele passará a realidade das cores. Veja algumas imagens dessas variações de ambientes clicando aqui.

Não há projeto que não dependa da iluminação como base, porém é importante contratar um profissional para que saiba exatamente onde usar cada tipo luz em cada ambiente e assim não apenas deixa-lo mais bonito mas também mais confortável para o seu dia-a-dia, seja na sua casa ou no seu trabalho. O dia dura 12 horas, mas a noite também. A iluminação artificial prestigia, enaltece, e mostra o resultado de todo um trabalho, mas utilizar da luz natural em tempos de sustentabilidade é uma ótima pedida, além de ajudar o planeta e ser mais barato. Iluminação é o principal pilar do campo visual e da vida.

Difícil falar de apenas um projeto em que não foi necessário pensar na iluminação, mas clique aqui para ver um dos nossos projetos em  escritório.